Selecionando posts para a tag "dicas".x

O superchef Alex Atala lançou oficialmente, dia 4 de Dezembro em São Paulo, a campanha “Eu Como Cultura”, que já está em seu perfil nas redes sociais. O chef, que é também um dos diretores do Instituto ATÁ, deseja reunir o maior número de assinaturas para a aprovação de um Projeto de Lei que reconhece a gastronomia como cultura e permite que ingredientes, receitas e pesquisas relacionados à cultura gastronômica brasileira sejam beneficiados com acesso a leis de incentivo fiscal (Lei Rouanet) e proteção do governo.

Algumas atividades culinárias brasileiras já são protegidas como patrimônio imaterial; resta ampliar este alcance e incentivar o crescimento dessa cadeia. A alteração da lei tem sido apoiada por deputados como Jean Wyllis (PSOL-RJ) e está prestes a ser sancionada pelo Congresso.

Na reunião que apresentou seu apoio à imprensa, Alex Atala afirmou ainda que o Instituto ATÁ não defende apenas a aprovação da lei, mas uma série de ações posteriores, entre elas a intenção de levar culinária às escolas públicas brasileiras (projeto que tem apoio de Bela Gil), incentivar os orgânicos, o controle da poluição e da produção de lixo pela agricultura, entre outras bandeiras. “A lei é o começo da nossa luta, é o marco zero. Sem ela a gente não consegue sair do lugar, mas com ela o trabalho está apenas começando."

Quer apoiar a causa de Alex Atala? Assine a petição e compartilhe seu prato favorito com a hashtag #eucomocultura.

Postado por: Waister Nunes
Categorias: Notícias, Receitas, Eventos

A programação do GNT já está transbordando de programas de culinária. Para listar alguns: “Cozinheiros em Ação”, “Bela Cozinha”, “Tempero de Família”, “Comidinhas de Chef”, “Receitas da Carolina”, entre outros… Mas ainda tem espaço para novidade.

SIGA O BLOG NO INSTAGRAM

Em 2015, pelo menos três estreias do gênero entram na grade do primeiro semestre. “Food Truck - A Batalha” é um deles. O programa está sendo rodado pelas ruas de São Paulo e, até novembro, fecha os 30 episódios da temporada. A cada exibição, duas equipes apresentam suas criações culinárias para pedestres da capital paulista com a ajuda de dois mentores: Marcio Silva e Adolfo Schaefer. No fim do dia, quem vender mais, além de vencer a disputa, leva também todo o dinheiro arrecadado pela equipe perdedora.
A segunda novidade é o “Que Seja Doce’, que tem o chef Felipe Bronze (do “Comidinhas de Chef”, na foto) como apresentador e os especialistas em doces Lucas Corazza, Carole Crema e Roberto Strongoli como jurados. A atração é uma disputa entre três confeiteiros por episódio (também serão 30 no total). As gravações já começaram em estúdio em São Paulo.
Para fechar, o canal adapta em 2015 o reality show “The Taste”. O plano é dar o start nas gravações, também em São Paulo, no meio de novembro. A dinâmica é a seguinte: cozinheiros profissionais e amadores serão submetidos ao julgamento da bancada de especialistas que terão acesso apenas ao sabor da refeição preparada, sem saber qualquer informação sobre as receitas ou mesmo quem as preparou.

SIGA O BLOG NO TWITTER

Vale o registro: a versão original de “The Taste” é americana e o Brasil é o primeiro país da América Latina a obter os direitos do formato. Os três programas são em parceria do canal com a produtora Moonshot Pictures.

Postado por: Elaine Moura
Categorias: Dicas, Entretenimento

Na Índia existem sabores típicos e irrepetíveis no mundo. É assim que, se você viajar até este país exótico, acabará maravilhado pela comida típica da Índia e todos seus aromas e cores. Muitos sabores picantes, muito arroz e temperos estarão esperando por você nos pratos da Índia. Tudo o que você precisa é animar-se a experimentar estes pratos tão diferentes.

Um dos alimentos mais usados na gastronomia indiana é o arroz. Lá você poderá experimentar desde o arroz branco cozido até uma variedade de especialidades feitas com arroz. Entre estas especialidades podemos mencionar o Idli, similar aos crepes, mas que preparam em base ao arroz branco e às lentilhas pretas; a Dosa, que é uma espécie de panqueca elaborada com arroz branco ao forno e também com lentilhas; e o Pulao, preparado com arroz cozido no vapor acompanhado de carne e peixe.

Outro prato que forma parte da comida típica da Índia é o Roti, um pão sem fermento feito em base a farinha de trigo e água que costumam comer com legumes e curry. Na verdade, existem muitos acompanhamentos para o Roti, até a manteiga fica boa nele.

Existe também a Okra, é um legume muito comum no norte da Índia que usam frequentemente para preparar guisados junto com o grão-de-bico. Além disso possui muitas vitaminas. Mas não é o único vegetal preferido pelos indianos; eles usam muito a abóbora amarga, a couve, berinjela e o tamarindo. No sul da Índia preparam uma sopa de tomate, lentilhas e temperos chamada Razán, bem saborosa.

E na hora da carne, na Índia é tudo na base do frango. Ele pode ser preparado no forno ou adicionado nas sopas. Também existem muitas receitas de frango picado ou frango na grelha.